CQMM 2013

Noticas da LABRE

Escute aqui Diversos receptores

DRB-DIPLOMA RADIOAMADORES BRASILEIROS

BEACON REVERSE

GETSCORE

Noticias de DX

SPOTS ATUALIZADOS

sábado, agosto 07, 2010

O CARTÃO QSL

Uma das mais sagradas instituições no mundo radioamadorístico é a troca de cartões QSL para confirmar os QSO realizados.

Pelo menos o primeiro QSO deve ser confirmado com um cartão QSL. Situações especiais como nova faixa, modo ou local de operação podem merecer a remessa de outro QSL.

No entanto, um QSL deve obedecer a critérios, nem sempre conhecidos de todos os radioamadores, o que NOS motiva escrever as orientações a seguir.

A primeira coisa que se deve cuidar em um QSL é que ele tenha todos os itens obrigatórios para que seja válido como confirmação de um QSO e possa ser aproveitado para diplomas e classificação de estações em competições como o DXCC:

a) indicativo da estação “dona do QSL”, sempre em destaque

b) dados básicos do QSO

  • indicativo da estação trabalhada, preferencialmente em destaque
  • data do QSO
  • hora do QSO, preferencialmente UTC (ou indicação do fuso)
  • freqüência (indicando MHz ou banda)
  • modo de operação
  • reportagem RST

Todos esses dados devem estar anotados sem borrões ou rasuras, que invalidam o QSL. Se errou, rasgue o QSL e faça outro.

Outros dados são interessantes de se fazerem constar, apesar de não obrigatórios, seja para completar informação ou facilitar a utilização, por parte de quem recebe o QSL, para diplomas e certificados:

  • nome do titular do indicativo
  • endereço postal do titular e/ou indicação para remessa de QSL
  • Grid Locator; coordenadas geográficas
  • zonas ITU e CQ
  • endereço de e-mail do titular
  • validade para algum diploma
  • local para indicativo do QSL manager da estação trabalhada

Mas veja, isso é para um QSL normal. Se vai ser um QSL de expedição, de ativação de ilha, farol ou forte, algumas das informações opcionais tornam-se obrigatórias, dependendo de qual entidade vai reconhecer sua operação, por exemplo:

  • operação em ilhas: IOTA e AIE: no QSL deve ter o nome da ilha e o código da ilha em cada entidade
  • operação em faróis: ARLHS, WLOTA e AEI: nome do farol, código do farol e, se em ilha, nome e código da ilha
  • operação em fortificações: AEI: código da fortaleza

Agora você vai cuidar da “arte” de seu QSL. Nesse ponto entra toda sua criatividade, mas procure evitar fotos ou desenhos que provoquem qualquer constrangimento a quem vai recebê-lo. Não use caricaturas que denotem qualquer preconceito nem fotos de pessoas nuas ou com pouca roupa (lembre-se que seu QSL vai rodar o mundo e os costumes de outros povos são diferentes dos nossos). Se pertence a alguma entidade radioamadorística, coloque seu logotipo no QSL, mas antes certifique-se que não há restrições quanto ao seu uso.

Antes de mandar imprimir, faça uma prova e veja se texto e fotos não encobrem um aos outros e se o texto fica legível, considerando tamanho da fonte e cor.

As dimensões recomendadas para um QSL são: largura 140 mm e altura 90 mm. O formato postal já foi muito utilizado, mas encontra-se em desuso.

A gramatura do papel do QSL deve ser de 250 g/m2. QSL em papéis muito finos danificam-se facilmente no manuseio dos bureaux e no arquivo dos destinatários. Os confeccionados em papel mais grosso tornam mais cara a remessa, tanto via direta como via bureau, que também se utiliza dos correios para envio dos cartões.

É essencial que você envie os QSL. Nada de somente retribuir QSL recebido. Tome a iniciativa de enviar os seus, independentemente de receber o do colega.

Não se esqueça de enviar um exemplar de seu QSL para o Arquivo Histórico do Radioamador Brasileiro (www.radioamador.org.br)

73

Orlando Perez Filho .·. PT2OP

Diretor de Radioamadorismo

LABRE Nacional

quarta-feira, agosto 04, 2010

III REUNIÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO DAS ONDAS CURTAS.

III REUNIÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO DAS ONDAS CURTAS

Estaremos discutindo os seguintes assuntos:

· A importância das emissões em Ondas Curtas para oIII Reunião de Conscientização das Ondas Curtas mundo.

· O declínio das Ondas Curtas

· A implantação do Rádio Digital

· As Ondas Curtas e a Digitalização

· O papel do rádio na sociedade


Venha participar de um dos maiores eventos sobre comunicação do país.

LOCAL: Escola Estadual Ivan Bichara Sobreira

CIDADE: Lagoa de Dentro – PB

DATA: 28/08/2010.

HORÁRIO: 08:00 da manhã

ENTRADA: Franca
Maiores informações acesse aqui.

terça-feira, agosto 03, 2010

CICLOS DE PALESTRA LABRE - SP 2010 e 2011

Prezados colegas,
Em mais uma iniciativa da LABRE SP, sirvo-me do presente para informar a todos que a LABRE SP estará promovendo um ciclo de palestras mensais, a se iniciar em agosto/2010 e a terminar em fevereiro/2011, as quais ocorrerão em um auditório gentilmente cedido pelo SENAI, no bairro da Santa Cecília, em São Paulo-SP.
Eis o cronograma de palestras:
PLANILHA DE PALESTRAS DA LABRE SP
2010/2011
Mês Dia (sáb) Horário Palestrante Tema
Agosto 28 09:30 às 11:30h Amyr Klink Mar sem Fim
Setembro 25 09:30 às 11:30h PY2BS - Bruce Rádio-transmissão em 1.2 GHz e reflexão lunar
Outubro 30 09:30 às 11:30h PY2KP - Cláudio DXCC e submissão de QSLs
Novembro 27 09:30 às 11:30h PY2RPD - Wagner ATV e BACAR (Ballom Carrier Amateur Radio)
Dezembro 11 09:30 às 11:30h PY2BJO - Junior Nós radioamadores já nascemos radioamadores
Janeiro 29 09:30 às 11:30h PY2YP - Cesar Curso de Propagação
Fevereiro 19 09:30 às 11:30h PY2WAS - Alex Dx-Peditions
Local: Auditório da Escola SENAI de Informática
Endereço: Alameda Barão de Limeira nº 539, Santa Cecília, São Paulo
Material: A LABRE-SP irá dispor de computador, data-show, tela e extensão elétrica. Qualquer outro material
deve ser solicitado previamente.
As inscrições são gratuitas, mas deverão ser necessariamente feitas previamente pelo telefone 011 2093-9888 com o Márcio ou a Natália, pelo e-mail: labresp@labre-sp.org.br ou pelo site da LABRE SP (http://www.labre-sp.org.br/), que está sendo adequado para comportar tais inscrições. Como os assentos no auditório são limitados e a inscrição é aberta a qualquer radioamador e/ou acompanhante, associado ou não à LABRE SP, sugiro que, na hipótese de haver interesse em alguma das palestras, reservem o mais rapidamente possível o seu lugar.
A primeira palestra será proferida pelo ilustre brasileiro e velejador, Amyr Klink. Amyr irá compartilhar um pouco de todas as suas experiências pelos mares do sul, deixando-nos saber peculiaridades de suas viagens, como, por exemplo, a "tempestade perfeita" que enfrentou ao sul da Austrália, com ondas gigantescas em pleno alto mar e como o rádio foi seu companheiro por dias e noites.
Gostaria de expressar os mais sinceros agradecimentos a todos os palestrantes que gentilmente resolveram compartilhar seus conhecimentos com os demais colegas, ávidos por adquirí-los.
73,
Alex
PY2WAS